Venda na loja ou na internet e envie o seu próprio link de pagamento! pelo WhatsApp direto do Sistema. Clique aqui e conheça o STi3 Pay.

Entenda o que é margem de contribuição e como realizar o cálculo do seu negócio

Saber o que é e como calcular a margem de contribuição da sua loja é fundamental para exercer uma gestão financeira eficiente, e, claro, aumentar os seus lucros.

No universo empresarial, existe uma série de conceitos que, em um primeiro momento, podem parecer estranhos para comerciantes que estão começando sua jornada, ou em busca de conhecer melhor o ramo.

Entretanto, essas definições são essenciais para construir uma administração contábil adequada para o seu negócio, e a margem de contribuição é especialmente importante para otimizar o seu faturamento.

Por isso, se você ainda não sabe o que significa esse conceito ou como calculá-lo, confira o guia especial que a STi3 Sistemas preparou sobre o assunto.

O que é a margem de contribuição?

Margem de contribuição é o valor restante da receita total gerada pela venda de um produto, subtraído os seus custos e despesas variáveis.

Basicamente, trata-se do dinheiro que sobra quando você vende uma mercadoria e retira os custos de produção.

Esse valor constitui o lucro do seu negócio, e se destina, principalmente, para o pagamento das contas fixas do negócio. Inclusive, esse conceito também é conhecido como ganho bruto.

A margem de contribuição pode ser calculada tanto de maneira unitária, sobre cada produto vendido, quanto de forma total, considerando todo o faturamento da empresa em determinado período.

Para que serve a margem de contribuição?

A margem de contribuição serve para que o empreendedor possa entender a lucratividade do negócio, além de ser uma métrica para avaliar as vendas.

Com a porcentagem encontrada no cálculo desse indicador, é possível determinar, com precisão, os ganhos sobre cada produto, e comparar com os custos que o empreendedor teve na produção da mercadoria.

Além disso, a margem de contribuição também serve para descobrir e calcular outros fatores, como:

  • Ponto de equilíbrio da loja;
  • Guiar a precificação dos produtos;
  • Otimizar o ticket médio;
  • Avaliar o volume de vendas.

Em teoria, a margem de contribuição costuma ser analisada em porcentagem, para facilitar a visualização dos resultados e utilizá-los em outras avaliações.

Qual a importância da margem de contribuição para um negócio?

Entender qual a margem do seu negócio é essencial para desenvolver uma gestão financeira eficiente e completa.

Afinal, é por meio desse conceito que você pode identificar os seus lucros reais, e, a partir disso, consegue criar metas mais concretas para otimizar o seu faturamento.

Além disso, a margem de contribuição também é importante para a construção de um plano de vendas adequado, que possa atender à sua demanda e suportar os custos de produção para obter lucro.

Em resumo, é por meio dessas informações que você poderá estruturar melhor as finanças do seu negócio.

Como é feito o cálculo da margem de contribuição?

O cálculo da margem de contribuição é simples, e pode ser feito por meio da seguinte fórmula:

MC = PV – CV

Onde:

  • MC = Margem de Contribuição;
  • PV = Preço de Venda;
  • CV = Custo variável do produto;

Em outras palavras, a margem de contribuição é o preço pelo qual a mercadoria foi vendida, menos os custos variáveis de produção.

Custos variáveis são tudo aquilo que a empresa precisa pagar para realizar a produção do produto.

Por exemplo, uma loja revendedora de roupas tem como custo variável a compra das peças que deseja vender.

Enquanto isso, uma empresa que fabrica as roupas precisa comprar a matéria-prima, como tecidos e tintas.

Além disso, alguns comércios também consideram as despesas variáveis na fórmula de cálculo da margem de contribuição.

Nesse caso, trata-se dos valores pagos toda vez que uma venda é efetuada, como:

  • Impostos;
  • Comissões de venda;
  • Fornecedores;
  • Bonificações.

A fórmula pode ter variações, mas os conceitos costumam ser os mesmos, usados, inclusive, por instituições oficiais, como o Sebrae.

Entenda na prática

Considere que você vendeu uma mercadoria por R$100,00. No entanto, adquiriu ela por R$45,00 no varejo, e pagou R$5,00 de comissão para o vendedor que realizou a venda.

Nesse caso, a margem de contribuição seria de R$100 – R$45 – R$5 = R$50,00.

E como a métrica costuma ser avaliada por porcentagem, calcula-se o correspondente sobre o valor total. Nesse caso, a margem de contribuição sobre o produto unitário é de 50%.

Benefícios da margem de contribuição

Além de conhecer mais sobre sobre esse conceito em questão, também vale a pena aprender um pouco mais os benefícios dessa métrica para o seu negócio, para entender sua importância e começar a colocá-la em prática.

Por isso, confira algumas das principais vantagens de calcular a sua margem:

Possibilidade de escalagem da empresa

Conhecer seus lucros e custos de maneira completa possibilita uma escalonagem mais efetiva da empresa.

Em outras palavras, realizar mais as vendas, conquistar mais clientes e expandir o faturamento, mas sem aumentar os custos.

Para isso, é fundamental entender quais as despesas para adquirir a mercadoria, e qual o lucro real que a venda traz.

Maior controle financeiro

Todas as informações que este procedimento oferece permitem um maior controle financeiro do seu negócio.

Não apenas ao conhecer mais rendimentos, mas também para elaborar metas concretas e gerir suas finanças da melhor maneira possível, para cobrir os gastos de maneira efetiva e potencializar os lucros finais.

Precificação mais assertiva

A margem de contribuição está diretamente ligada à precificação de um produto, pois, ao calcular essa métrica, é possível verificar se o valor final cobre os custos e despesas.

Assim, você poderá precificar seus produtos de maneira justa, para alcançar os valores desejados a partir do real retorno de cada venda.

Quando usar a margem de contribuição?

Por fim, depois de entender melhor o que é a margem de contribuição e como calculá-la, é possível utilizar essa métrica em diferentes áreas e procedimentos do seu negócio.

Ela é importante não apenas para a gestão financeira da empresa, mas também para a elaboração de estratégias de venda e para a correta precificação das suas mercadorias.

Por isso, vale a pena usar a esse formato de cálculo, principalmente para conseguir medir seus lucros e gastos, definir objetivos de crescimento e administrar as finanças da sua loja.

Dessa forma, você poderá ter mais controle sobre seus lucros, e entender mais sobre as suas vendas e o retorno efetivo que elas trazem para o seu caixa.

Quer receber uma ligação do nosso setor comercial?

É fácil reconhecer o nosso número: (14) 3411-3333

Para outras dúvidas ou suporte técnico, clique aqui.

Esse site é protegido por reCAPTCHA e o Google Política de Privacidade e Termos de uso apply.

Quer receber uma ligação do nosso setor comercial?

É fácil reconhecer o nosso número: (14) 3411-3333

Para outras dúvidas ou suporte técnico, clique aqui.

Esse site é protegido por reCAPTCHA e o Google Política de Privacidade e Termos de uso apply.

Quer receber uma ligação do nosso setor comercial?

É fácil reconhecer o nosso número: (14) 3411-3333

Para outras dúvidas ou suporte técnico, clique aqui.

Esse site é protegido por reCAPTCHA e o Google Política de Privacidade e Termos de uso apply.

Quer receber uma ligação do nosso setor comercial?

É fácil reconhecer o nosso número: (14) 3411-3333

Para outras dúvidas ou suporte técnico, clique aqui.

Esse site é protegido por reCAPTCHA e o Google Política de Privacidade e Termos de uso apply.

Quer receber uma ligação do nosso setor comercial?

É fácil reconhecer o nosso número: (14) 3411-3333

Para outras dúvidas ou suporte técnico, clique aqui.

Esse site é protegido por reCAPTCHA e o Google Política de Privacidade e Termos de uso apply.