Definição de SAT:

SAT é um sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos (CF-e-S@T) que tem por objetivo documentar, de forma eletrônica, as operações comerciais do varejo dos contribuintes do Estado de São Paulo. O equipamento SAT é um módulo composto de hardware e software embarcado, que substitui os antigos ECFs (Emissores de Cupons Fiscais) no âmbito do varejo. Além de simplificar as obrigações acessórias dos estabelecimentos varejistas (os estabelecimentos não são mais obrigados do envio do REDF – Registro Eletrônico de Documentos Fiscais – Nota Fiscal Paulista), o SAT possibilita aos consumidores localizar na internet o documento fiscal num prazo muito menor do que o atual, no programa da Nota Fiscal Paulista. A imagem abaixo apresenta o equipamento SAT desenvolvido pela empresa DIMEP:

O dispositivo utilizado para emissão e transmissão do cupom fiscal SAT não trabalha sozinho. É necessário que você utilize um sistema (software) de emissão fiscal que esteja preparado e autorizado pela SEFAZ.

Por exemplo, utilizando o Sistema para gestão e emissão fiscal da STi3, mesmo em seu plano mais básico, você precisa apenas do que nós chamamos de KIT SAT: Um computador para rodar o sistema (que pode ser o computador que você já tem), o dispositivo eletrônico de transmissão e a impressora térmica para imprimir o cupom aos seus clientes.

O SAT é melhor ou pior que o ECF?

Melhor, muito melhor! É importante ressaltar que o SAT é um avanço tecnológico capaz de facilitar muitas situações em sua empresa. Podemos citar os principais e mais visíveis benefícios: Redução de custos na aquisição e manutenção de equipamentos, simplificação de obrigações acessórias junto à Secretaria da Fazenda, maior eficiência e agilidade na consulta de documentos fiscais e eliminação de erros no envio, além de reduzir o número de reclamações dos consumidores, autuações e multas aos lojistas.

A imagem acima retrata o primeiro cupom SAT emitido pelo sistema STi3, ainda em 2014, dias após o início do período de testes e validações para desenvolvedores. A STi3 foi uma das primeiras empresas de desenvolvimento de software do país a emitir o cupom SAT.

E a Impressora Fiscal? Acabou? Até quando posso usar a minha?

Impressoras que foram lacradas até o dia 30 de junho de 2015 ainda poderão ser utilizadas pelo prazo máximo de 5 anos, contados a partir deste dia (essa foi a data limite imposta pela sefaz para adquirir uma impressora ECF). Portanto caso sua impressora tenha sido lacrada em junho de 2015, você ainda tem até o mês de junho de 2020 para utilizá-la. Após essa data passa valer a obrigatoriedade do SAT em substituição ao ECF. Para a abertura de novos estabelecimentos que tenham obrigações fiscais, independente do segmento, a instalação do SAT já é obrigatória e essencial para para emissão do cupom fiscal.